Voltar

Leo Eymard comenta o samba “Sem Saber Sabendo”, do CD Novas 3. Baixe a partitura

Postado em Concurso Novas em 09/03/2020

Leo Eymard comenta o samba “Sem Saber Sabendo”, do CD Novas 3. Baixe a partitura - Leo Eymard

(Leo Eymard)

Por Giulia Costa

No tempo de estudante, o violonista e compositor mineiro Leo Eymard estava dirigindo a caminho da faculdade quando o tema principal do samba instrumental Sem Saber Sabendo simplesmente brotou em sua mente. Em seguida, o músico gravou a ideia no Ipod e, assim que chegou na universidade, passou a desenvolvê-la no piano, tocando os acordes e fazendo a melodia na voz. No retorno para casa, parte da música já estava pronta.

Ele então tentou finalizar a peça no violão, mas não deu certo. “Tive de concluí-la inteira no piano para depois fazer arranjo para violão solo”. Sem Saber Sabendo é a segunda música que Leo compôs na vida e já saiu vitoriosa como uma das selecionadas do Concurso Novas 3, sendo a faixa de abertura do CD do projeto.

A partir desta segunda-feira (09/03), a partitura da peça estará disponível para download no Acervo Digital do Violão Brasileiro. Até então ele só havia escrito o baião Serradeiro, muito elogiado pelos amigos da época, que o incentivaram a continuar a compor. “Nunca tive costume de compor e nem de colocar essa atividade na minha rotina”, relembra o violonista.

BAIXE A PARTITURA DE “SEM SABER SABENDO”

Como a música surgiu de forma espontânea, Eymard se inspirou no clássico bordão do “sem querer querendo” do personagem Chaves para criar o título. Assim veio a ideia Sem Saber Sabendo. “Foi como a música começou. Eu tentei tocar no violão e não consegui, mas eu sabia o que queria e sabia a sonoridade que eu estava buscando”, comenta.

Leo Eymard comenta o samba “Sem Saber Sabendo”, do CD Novas 3. Baixe a partitura

Leo acredita que sua forma intuitiva de compor vem da sua história de aprendizado como músico, que também ocorreu de maneira espontânea e autodidata. “Infelizmente, não tive a oportunidade de frequentar um conservatório ou uma escola de música desde novinho”. Ele conta que só aprendeu a estudar e ler partituras quando tinha 18 anos, época em que decidiu prestar o vestibular de Música. “As composições que eu faço têm total relação com essa minha parte espontânea de criação, de quem estudou sozinho, de quem tocou muito e tirou muita música de ouvido”.

Mas a música está presente na vida de Eymard desde cedo. Com apenas cinco anos de idade ele já tinha começado a aprender piano. A paixão pelos instrumentos se prolongou até a vida adulta, levando-o a escolher estudar Música na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde conheceu importantes figuras do cenário musical brasileiro, como André Mehmari, Cristóvão Bastos, Alessandro Penezzi e Rogério Caetano.

Atualmente Leo é professor de música no Cifra Club e faz parte da Banda Casaquatro. O compositor já venceu o concurso de viola do programa Terra de Minas, da Rede Globo Minas, e o XIII Prêmio BDMG Instrumental. Além disso, realizou uma turnê em 2017 pela Itália, onde se apresentou em mais de 20 cidades.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE COMPOSIÇÕES E PARTITURAS DO CONCURSO NOVAS 3

Diogo Vieira lembra quando fez a partitura de "Valsinha"

Gabriel Selvage fala da música Pro Lúcio, selecionada para o CD Novas 3

Juliano Camara conta a história da música Largo das Forras, do disco Novas 3

Lucas Telles explica a criação de "Lindeza", que integra o CD Novas 3

Carlos Chaves descreve como criou música selecionada do Concurso Novas 3

Daniel Murray revela como compôs "Canção e Dança", vencedora do Concurso Novas

Tabajara Belo destaca como escreveu a música que ganhou 2º lugar no Concurso Novas

João Camarero fala de parceria com Cristóvão Bastos para o Concurso Novas

Rafael Milhomem mostra a estrutura da peça Ritoalma, do CD Novas 3

Bosco Oliveira fala de "Batuque Elíptico", que faz parte do CD Novas 3

Concurso Novas lança partitura do frevo "Galo da Madrugada", de Ian Faquini