Voltar

Juliano Camara conta a história da música Largo das Forras, do disco Novas 3. Baixe a partitura

Postado em Concurso Novas em 04/10/2019

 

(Juliano Camara. Crédito: Fabiano Quaglia)

Por Juliano Camara

Especial para o Acervo Violão Brasileiro

A composição Largo das Forras, que o Acervo Digital do Violão Brasileiro lança esta semana, é dedicada ao amigo e professor Ian Guest e foi uma das selecionadas no Concurso Novas 3. Eu a compus após um final de tarde que passei com ele sentado no Largo das Forras, principal praça de Tiradentes (MG), minha cidade natal e que hoje é adotada pelo Ian. O largo é assim chamado, pois no Brasil ainda escravista ali viviam mulheres negras forras, ou seja, que haviam ganhado sua alforria.

Tivemos uma conversa muito interessante sobre música, filosofia e utopias num lugar que carrega toda uma simbologia. Ian me narrava a sua infância na Hungria, ao passo que eu pensava na minha infância, brincando naquele largo desenhado pelo paisagista Roberto Burle Marx. A conversa me inspirou a compor e, na despedida, caminhei ate minha casa e comecei a cantarolar os primeiros compassos da peça.

BAIXE AQUI A PARTITURA DA MÚSICA "LARGO DAS FORRAS"

Alguns aspectos das conversas que tenho com o Ian estão presentes no processo criativo da composição e na própria estrutura da peça. Primeiro é o habito de criar sem o uso do instrumento, apenas usando a voz. Me esforcei para fazer o máximo que pude, pois habitualmente componho usando o violão.

O segundo aspecto é uma observação crítica sobre composições em geral que já vi o Ian fazer muitas vezes: "essa música não tem modulação. Não sai do lugar!''. Eu não poderia compor algo pra ele e não observar isso. Resolvi, portanto, que a peça teria uma modulação desafiadora. Me propus a fazer a primeira parte em F# menor e a segunda em F menor.

Quem já visitou o Largo das Forras, em Tiradentes, sabe que a praça é dividida em duas partes (dois grandes círculos, que se conectam por um caminho cheio de curvas). A escolha das duas tonalidades foi proposital, cada uma representa uma parte do largo. São os dois Fás das "forras", que se conectam por um percurso melódico e harmônico sinuoso, sobretudo na reexposição, quando a modulação meio tom acima torna-se mais ingrata.  

A relação intervalar de segunda menor, para além da modulação, também se manifesta no empréstimo modal frígio da introdução e sobretudo na Coda. Também em um acorde em particular, que explorei bastante, pois sei que o Ian o adora: consiste em uma tríade maior com a nona no baixo.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE COMPOSIÇÕES E PARTITURAS DO CONCURSO NOVAS 3

Lucas Telles explica a criação de "Lindeza", que integra o CD Novas 3

Carlos Chaves descreve como criou música selecionada do Concurso Novas 3

Daniel Murray revela como compôs "Canção e Dança", vencedora do Concurso Novas

Tabajara Belo destaca como escreveu a música que ganhou 2º lugar no Concurso Novas

João Camarero fala de parceria com Cristóvão Bastos para o Concurso Novas