Voltar

XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio

Postado em Coluna Alessandro Soares em 13/10/2014

XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio

 

Começa nesta nesta terça (14) a XI Mostra Fred Schneiter com uma série de recitais, sempre às 18h30 e com duas atrações por dia, na Sala de Sessões do Centro Cultural Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241 Cinelândia, Rio), com ingresso a R$ 1,00. Os espetáculo ocorrem até sexta-feira (17). Quem abre o ciclo é Paulo Porto Alegre, que comemora seus 60 anos lançando o CD Varandeio. O repertório é autoral, formado por quatro peças dos Estudos Modais e as Variações Jazzisticas.

Em seguida sobe ao palco Nicolas de Souza Barros para Interpretar três peças de Debussy (Reverie, Bruyères e La Puerta Del Vino), três obras de Ravel (Sonatine para Piano, Moderé e Mouvement de Menuet) e um tema de Joaquin Rodrigo (Tocata). Durante o recital, o violonista fará o lançamento do CD Ernesto Nazareth por Nícolas de Souza Barros: Violão de 8 Cordas, do qual vai tocar Coração que Sente, Carioca e Odeon.

    XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio

Na quarta-feira (15), o violonista e diretor da mostra, Luís Carlos Barbieri, fará um recital dedicado a alguns dos pioneiros do violão brasileiro, cujas peças estavam fora de circulação e que estão sendo editadas em partitura por Barbieri para o Acervo Digital do Violão Brasileiro. De Quincas Laranjeira serão interpretados Prelúdio em  Ré Menor e Dores D’ Alma. Barbieri também resgata duas peças de Gustavo Ribeiro (Annecy e Catando Pimenta), e a Gavota, de José Augusto de Freitas. O violonista tocará ainda       Onde Andará Nicanor?, de Fred Schneiter.                   

Neste mesmo dia, o duo mineiro de violões Vincens-Maciel apresentará  Tonadilla (Rodrigo), La Vie Brève (De Falla), e Tocatta (Pierre-Pettit). Formado por Guilherme Vincens e Michel Maciel, o duo finaliza com Jongo (Paulo Bellinati). 

XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio   XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio                     .

A francesa radicada no Brasil Elodie Bouny e o carioca Marcello Gonçalves são as atrações da quinta-feira (16). Depois de fazer Gotas de Ouro, de Ernesto Nazareth, Elodie interpreta várias peças de sua autoria:  La Desconfiada, Valsa (quase) Portuguêsa, Abraços do Sul e Conversa das Flores.

Na segunda parte, Marcello Gonçalves mostra dois temas de sua autoria, Alma de Lia e Samba Pro Caio. Mas também faz arranjos para violão 7 cordas de grandes mestres como Visitando o Recife (Canhoto da Paraíba), Arranca Toco (Meira) e Três Amigos e Comigo é Assim (as duas últimas de Zé Menezes). No encerramento, Elodie e Marcello formam um duo e tocam Elétrica, de Ernesto Nazareth, e dois temas de Agustin Barrios: Julia FloridaDanza Paraguaia.

XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio   XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio

No último dia do recital (sexta-feira), Armildo Uzeda desfila uma antologia essencilamente barroca e renascentista, com Suíte em Si Menor (Robert de Visée), Fantasia N° 13 (F. da Milano), Preludio  BWV 1006ª (Bach) e Passacaile (S. L. Weiss). A exceção é Córdoba (Albeniz).

No encerramento da mostra, o violonista argentino Osvaldo Burucuá, faz um panorama musical do seu país, começando com quatro temas de sua autoria: De Este Lado del Cielo, Vidala Para Decir, Cueca Para Luis e Paisaje. Na sequencia interpreta Chacarera de Lls Piedras (Atahualpa Yupanqui), La Arenosa (Gustavo "Cuchi" Leguizamón/ Manuel Castilla), Soledad (Carlos Gardel/ Alfredo Lepera), Libertango (Astor Piazzolla) e La Cumparsita (Gerardo Matos Rodríguez/ Enrique P. Maroni)

 XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio  XI Mostra de Violão Fred Schneiter começa nesta terça (14) no Rio

A Mostra de Violão Fred Schneiter acontece desde 2004 e tem como objetivos divulgar a memória e a obra do compositor e violonista baiano Fred Schneiter (1959 – 2001), promover o intercâmbio entre violonistas da América Latina e abrir espaços para jovens violonistas. Bienalmente, a Mostra abriga o Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter, que caminha para sua 7º edição, em 2015. Para garantir a continuidade do evento, foi criado em 2006 o grupo informal Amigos da Mostra, cujas doações viabilizam este ideal.