Voltar

Pós-graduação inédita que reúne grandes violonistas começa nesta segunda-feira (11/03)

Postado em Cursos, palestras e seminários em 03/04/2019
Pós-graduação inédita que reúne grandes violonistas começa nesta segunda-feira (11/03)

Por Giulia Costa

Inovador. Um marco no ensino do violão no país. É o que representa a pós-graduação inédita Violão: Pedagogia e Performance, cujas aulas começam nesta segunda-feira (11/03) na Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, e vão até o final de agosto de 2020. Idealizado e coordenado pelo professor, crítico musical e integrante do Quaternaglia Guitar Quartet, Sidney Molina, o curso é dividido em três blocos: violão clássico, violão brasileiro e pedagogia do violão. As inscrições para últimas vagas disponíveis prosseguem até a próxima semana.

Serão 15 professores, entre os maiores nomes do meio musical e acadêmico: Alessandro Penezzi, Camilo Carrara, Chico Saraiva, Daniel Murray, Douglas Lora, Fábio Zanon, Gilson Antunes, Paola Picherzky, Paulo Martelli, Silvana Scarinci, Thiago Abdalla, Ulisses Rocha e Victor Castellano, Maurício Érnica, além do próprio Molina. As disciplinas abrangem desde harmonia e improvisação até ornamentação e retórica em Bach, passando por acompanhamento e baixaria no choro, ritmos e levadas do violão brasileiro, ensino coletivo e técnicas estendidas.

Os temas incluem ainda preparação para performance no palco e no estúdio, onde o aluno vai aprender a usar microfones, gravar, mixar e masterizar. E mais metodologia de pesquisa e produção acadêmica. Ao que consta, é a primeira vez no Brasil que se oferece uma pós-graduação dessa natureza, com tal nível de imersão e diversidade.

Confira em detalhes as disciplinas e os professores da pós graduação Violão: Pedagogia e Performance

Com duração de três semestres, as aulas vão ocorrer sempre às segundas e quartas, das 19h às 22h40. As matérias e os professores mudam a cada cinco semanas e será possível flexibilizar horários, ou até mesmo transmitir aulas via Skype no último semestre, cujo conteúdo será dedicado ao trabalho de conclusão de curso. O valor das mensalidades é de R$710.

As disciplinas vão ter um lado prático – para alunos com vontade de tocar para determinado professor, por exemplo – e outro expositivo. “A gente entende que algumas dessas pessoas vão ter mais interesse em uma determinada área do curso. Outros vão preferir temas distintos. Mas os alunos terão que fazer todas as aulas. No fim do curso será possível direcionar o trabalho de conclusão para a área favorita do estudante”, afirma Sidney Molina.

O público-alvo da pós-graduação é amplo: professores que querem se reciclar, profissionais que atuam na área mas não possuem titulação em música ou em violão ou as que desejam lecionar em faculdades como a própria Santa Marcelina.

Uma grande diferença entre um curso popular de violão e a pós-graduação oferecida pela Santa Marcelina é que os artistas e pesquisadores que ministrarão as aulas precisam ter uma titulação acadêmica mínima, como doutorado ou mestrado, para que os estudantes tenham a opção de dar aula em universidades após a graduação. Além disso, todos terão acesso a vários recursos da faculdade, como biblioteca, estúdio de gravação e auditório para recitais.

A inspiração

Sidney Molina teve a ideia de criar essa pós-graduação quando ele entrou em contato com modelos de ensino internacionais. Ele conta que em países de língua inglesa como os Estados Unidos é comum ter cursos focados na especialização da área em que os estudantes desejam atuar: os denominados “masters”, que não são voltados para a pesquisa como o mestrado e o doutorado no Brasil, mas também não são uma formação generalizada como a graduação.

Influenciado por esse formato, Sidney acredita que a oportunidade de se especializar no violão é necessária para que o aluno vivencie um processo de imersão no instrumento, algo que até então ainda não existia no país. “Mesmo que você tenha a oportunidade de fazer um curso superior de música, o grau de especialização é limitado. Eu sentia falta de ter esse espaço para o violão aqui no Brasil”, comenta o violonista.

“De todos os cursos que eu já observei, o que mais acho fantástico é o de Alicante, na Espanha, porque eles têm uma especialização e conseguem ter uma seleção de professores como David Russel, Manuel Barrueco, Paul O’Dette e Duo Assad, cada um com uma especialidade.

Como eles conseguem isso?”, perguntou-se. O segredo é a divisão de disciplinas por módulos, tornando possível contratar essas pessoas por um tempo limitado, de modo que elas não precisem mudar sua rotina profissional permanentemente. “Cada um desses professores e concertistas têm seus próprios trabalhos, então seria impossível contratar todos”. Assim, com essa experiência em mente, decidiu propor a ideia de curso na Santa Marcelina inspirado no modelo de matérias por módulos com o objetivo de explorar diversas áreas de conhecimento dedicadas ao violão. Como se vê, essa pós-graduação promete. E muito.

Disciplinas
 
Didática do violão popular: harmonia, ritmo, improvisação                             
Prof. Dr. Ulisses Rocha
 
Desenhando o repertório do violão: da Renascença ao século 21                 
Prof. Dr. Sidney Molina
 
Villa-Lobos e o violão           
Prof. Me. Fabio Zanon
 
Violão no estúdio: gravação, edição, mixagem, masterização                       
Prof. Me. Thiago Abdalla
 
O violão em perspectiva                                                                              
Quatro palestrantes convidados
 
Instrumentos históricos de cordas dedilhadas / Ornamentação e retórica em J.S. Bach
Profa. Dra. Silvana Scarinci / Prof. Dr. Paulo Martelli
 
Prática em grupo: solo e acompanhamento                                                   
Prof. Me. Chico Saraiva/Prof. Dr. Victor Castellano
 
Abordagens técnicas e métodos de estudo: teoria e prática                          
Prof. Dr. Gilson Antunes
 
Violão brasileiro: ritmos e levadas                                                                   
Prof. Me. Douglas Lora
 
O violão na era do disco: Andres Segovia, Julian Bream e descendentes     
Prof. Dr. Sidney Molina
 
Ensino coletivo de violão                                                                               
Profa. Me. Paola Picherzky
 
A arte do choro: acompanhamento, baixaria e improvisação                         
Prof. Esp. Alessandro Penezzi
 
Técnicas estendidas para violão                                                                      
Prof. Me. Daniel Murray
 
Violão no palco: preparação para performance                                              
Prof. Esp. Camilo Carrara
 
Metodologia da pesquisa                                                                                
Prof. Dr. Maurício Érnica
 
Pesquisa de produção acadêmica                                                                     
Prof. Dr. Sidney Molina e Profa. Me. Paola Picherzky
Serviço:

Pós-graduação Violão: Pedagogia e Performance

Período: 11 de março de 2019 a 28 de agosto de 2020 (360 horas em 3 semestres)

Onde: Faculdade Santa Marcelina (Perdizes, São Paulo)

Horários: Segundas e quartas, 19h às 22h40 - 2 sábados por semestre, das 09h20 às 12h40

Valor da mensalidade: R$710

Inscrições: pg.violao@santamarcelina.edu.br (11) 3824-5800