Voltar

Mostras em São Paulo retratam o violão através da arte e da fotografia

Postado em Exposição em 20/08/2018

A Galeria Olido, no Centro de São Paulo, está abrigando, simultanemente, duas exposições que interessam especialmente aos violonistas: Série Violonistas, da artista plástica brasileira Selma Antunes, e Espacios en Silencio, do fotógrafo e violonista mexicano Francisco Gil.

As exposições ficam em cartaz até 25 de agosto, quando se encerra também a 17a edição da Mostra de Cordas Dedilhadas, criada e organizada pelo violonista e produtor cultural Rafael Altro. A curadoria das exposições ficou a cargo da produtora Sandra Mimoto.

Em Série Violonistas, Selma Antunes retrata com olhos atentos as formas, texturas e nuances do violão, através de suas partes constitutivas e seus intérpretes. Nas pinturas, a artista mescla cores fortes e intensas em conjunto com tons amenos e neutros (através de pinturas a óleo, colagens, técnicas mistas, etc). Há ainda uma série de desenhos a lápis, retratando grandes nomes do violão mundial.

(Desenho do violonista Gilson Antunes feito por Selma Antunes)

Embora seja mais conhecido como excelente violonista, Francisco Gil também se mostra como um arguto fotógrafo. Espacios en Silencio já foi apresentada em países da América do Sul, América do Norte e Europa. Na mostra, Gil representa (ou recria) o instrumento violão através de fragmentos e pedaços, convidando o visitante a refletir sobre temas como a memória ou mesmo a reciclagem.

SERVIÇO

Exposições Série Violonistas e Espacios en Silencio

Na Galeria Olido -- Espaço Expositivo (Avenida São João, 473, 2º andar, Centro, São Paulo). Até 25/8, das 13h às 20h. Entrada franca.