Voltar

Maximo Pujol e Juan Almada são destaques do festival de violão que movimenta Campo Grande a partir desta quinta-feira

Postado em Festivais em 24/10/2019

(Maximo Diego Pujol)

Por Fábio Carrilho

Os argentinos Maximo Diego Pujol e Juan Almada são alguns dos destaques do V Festival de Violão em Campo Grande, que começa nesta quinta-feira (24/10) e tem programação gratuita até domingo. Os concertos, workshops, oficinas e masterclass alteraram a rotina das dependências do Teatro Glauce Rocha e do Curso de Música da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), que promove o evento, coordenado pelos professores pelos professores Marcelo Fernandes, Rafael Salgado e Pieter Rahmeier.

Quem inaugura as atividades é o violonista André Espíndola, natural da capital do Mato Grosso do Sul e atualmente professor da Universidade Nacional de San Juan (UNSJ), na Argentina. Logo mais às 14h ele dará palestra sobre mecanismos de produção sonora no violão. E às 18h, fará concerto com destaque para o Preludio Panpeano (Maria Luisa Anido), Sevilla (Isaac Albéniz), além de obras solo de Villa Lobos.

(Juan Almada)

O segundo concerto desta quinta-feira é com o também campo-grandense Quarteto Toccata, formado pelos violonistas Jardel Tartari, Marcos Araújo, Pieter Rahmeier e Rafael Salgado. O repertório é todo formado por obras especialmente escritas para o quarteto, com obras de Marco Pereira, Ernst Mahle, Eduardo Martinelli, Clarice Assad e Paulo Belinatti. As peças constam no elogiado e instigante CD do Toccata Paisagens Brasileiras, lançado este ano. Por sinal, o clipe da peça Coroado (Marco Pereira) foi divulgado em primeira mão pelo Acervo Digital do Violão Brasileiro.

Ouça faixas selecionadas do CD Paisagens Brasileiras - Quarteto Toccata

Na sexta-feira (25/10) a violonista, atriz e cantora Ledice Fernandes vai ministrar Oficina de consciência corporal e expressão musical para instrumentistas. A mesma oficina ocorre no domingo, sempre às 14h. O concerto dela será no sábado às 11h, no qual mostrará seu trabalho de fundir teatro contemporâneo com música para violão. Entre os autores abordados, estarão Béla Bartok, Kurt Weill, Arthur Kampela, Bach e Hans Werner Henze.

Entre os projetos didáticos locais, a Camerata de Cordas Dedilhadas do SESC Lageado, a Orquestra de Violões de Campo Grande, a Camerata de Violões da Escola Municipal Nagen Jorge Saad e o Grupo Experimental de Repertório, este voltado à instrumentos de sopros, comporão um panorama do ensino de música, especialmente do violão, sul-mato-grossense.

(Ledice Fernandes)

Os recitais na sexta ficam por conta da Camerata SESC Lageado e do argentino Juan Almada. Considerado como um dos mais relevantes violonistas de sua geração, Almada é especialista em música barroca e premiado em diversos concursos na Espanha, Uruguai e Argentina, Atualmente ele é professor de violão da Facultad de Bellas Artes (UNLP), em Buenos Aires. No seu concerto, tocará obras como Variaciones a través de los siglos (Mario Castelnuovo Tedesco), Cuatro Castillos de España (Federico Moreno Torroba), Suite en Sol (Silvius Leopold Weiss) e Sonata del Decamerón Negro (Leo Brouwer). Além do recital, na manhã do sábado ele ministrará masterclass para alunos pré-inscritos.

O violonista e compositor argentino Maximo Diego Pujol tocará no domingo (27/10). Ganhador de diversos prêmios internacionais, tanto como intérprete quanto compositor, Pujol é professor do Conservatório Superior de Música Manuel de Falla em Buenos Aires. No programa, obras de sua autoria, como Tres Revelatioces e Tres Preludios, as quais trazem aspectos marcantes de seu estilo inspirado na herança musical de sua Argentina natal, especialmente os gêneros musicais do Rio da Prata.

(André Espíndola)

O Festival de Violão de Campo Grande vem acontecendo regularmente desde 2014. “Nossa grande preocupação é manter anualmente o evento. Somos o único curso superior de música no estado. Muito do que acontece aqui em relação a eventos, concertos e aulas parte da gente”, afirma Pieter Rahmeier, em entrevista ao Acervo. “Ilustrar a diversidade, tanto estilística quanto de representações do violão, é outra meta do evento, que tem um interface muito grande com os países da América Latina. Tem uma faceta de novidade para o público daqui”, complementa Marcelo Fernandes.

Programação

Quinta-feira (24/10)

14H – Palestra “Mecanismos de produção sonora no violão: paralelo histórico e conceitual”. André Espíndola. Sala 2/ Bloco de Música.

18h – Concerto André Espíndola e Quarteto Toccata. Laboratório de Música.

(Camerata de Violões da Escola Municipal Nagen Jorge Saad)

Sexta-feira (25/10)

14h – Oficina de consciência corporal e expressão musical para instrumentistas. Ledice Fernandes. Sala 2/ Bloco de Música.

18h – Concerto Camerata SESC Lageado e Juan Almada

Sábado (26/10)

9h – Masterclass Juan Almada. Sala 1/Bloco de Música.

11h – Concerto Oequestra de Violões de Campo Grande e Ledice Fernandes. Sala 2/ Bloco de Música.

14h – Workshop: encontro com o compositor Maximo Diego Pujol. Sala 2/ Bloco de Música.

18h – Concerto Camerata de Violões da E.M. Nagen Jorge Saad e lançamento do livro de Marcos Assunção. Laboratório de Música.

Domingo (27/10)

14h – Oficina de Música Corporal para performers e artistas em geral. Ledice Fernandes. Sala 2/Bloco de Música.

19h – Concerto Maximo Diego Pujol e Grupo Experimental de Repertório. Teatro Glauce Rocha.