Voltar

Festival em Teresina cresce com grandes recitais de violão em agosto

Postado em Festival de Teresina em 27/06/2019

(Mônica Salmaso e Guinga - Crédito: Thais Gallart/Acervo Violão Brasileiro)

Por Alessandro Soares

A cada ano o Festival de Violão de Teresina ganha mais fôlego. Na contramaré da grave crise atual do país, o evento cresceu e passou a ter quatro dias, ampliando número de shows, cursos e workshops. Esta terceira edição levará Guinga, Mônica Salmaso, Paulo Martelli, Marcus Tardelli, Zé Paulo Becker, Cainã Cavalcanti, Conrado Paulino e Josué Costa e outros  grandes nomes nacionais e locais que vão circular pelos palcos e salas de música da capital piauiense, entre 01 a 04 de agosto (quinta a domingo).

Haverá também recital do jovem violonista cuiabano André Marcílio - grande vencedor do I Concurso de Violão de Teresina, realizado ano passado. Por sinal, ainda estão abertas nesta semana as inscrições para o II Concurso, cujas as audições da seminal e final ocorrem ao longo do festival. O primeiro colocado receberá R$ 3 mil, além de ser convidado para se apresentar na próxima edição do festival, enquanto o segundo e o terceiro ganharão, R$ 2 mil R$ 1 mil, respectivamente.

O show de abertura do III Festival será em 01 de agosto, às 19h30, no Teatro 4 de Setembro, com a Orquestra de Violões de Teresina. Em seguida vem o aclamado encontro de Guinga e a cantora Mônica Salmaso, com participação especial do violonista e compositor Jean Charnaux. Eles vão apresentar parte do repertórios dos premiados CDs Corpo de Baile e Porto de Madama.

Este promete ser um dos momentos mais emocionantes do festival. Mônica Salmaso é uma das melhores cantoras brasileiras da atualidade e Guinga um dos maiores compositores de todos os tempos. Há vários anos eles se apresentam juntos em turnês por diversos países. As incríveis parcerias de Guinga com Paulo César Pinheiro (Noturna, Passarinheira, Bolero De Satã), com Aldir Blanc (Choro Pro Zé, Exasperada, Chá De Panela, Nítido e Obscuro), com Chico Buarque (Você Você) e José Miguel Wisnik (Canção Necessária) formam o repertório.

(Paulo Martelli. Crédito: Lucas Tannuri)

Piano de nylon

Os demais shows vão ocorrer no Palácio da Música, centro de Teresina. A noite da sexta-feira começa com o violonista piauiense Wellington Torres, que lançará o CD de estreia “A Voz do Violão", com obras de sua autoria e de compositores conterrâneos. Um dos mais atuantes violonistas do Piauí como arranjador, professor e produtor musical, Wellington já trabalhou na Orquestra Sinfônica de Teresina e em grupos como Ensaio vocal, Ockteto, Caravana Três e Quarteto BMW2.

Às 19h30 André Marcílio, de 18 anos, apresenta a Suíte 3 para alaúde de Bach, a Sonata K.476 (D. Scarlatti), além de Estudos de Villa-Lobos e temas de Agustin Barrios, Fernando Sor e Leo Brouwer. Grande vencedor do Concurso de Teresina ano passado, André já ganhou o 2º lugar no II turno do XXIV Concurso de Violão Souza Lima 2013, quando tinha apenas 13 anos, e o 2º lugar no I Concurso Simili na categoria estudante. Em 2018, recebeu prêmio especial no 10th International Competition for Young Guitarists «Andrés Segovia», na Alemanha.

(Wellington Torres)

Principal atração da noite, Paulo Martelli encerra os recitais da sexta-feira mostrando ao público de Teresina peças do magnífico e inovador CD A Bach Recital. Um dos maiores intérpretes de violão de 11 cordas do mundo, Martelli gosta de chama seu instrumento de espécie de alaúde moderno ou piano de nylon.

Eleito um dos melhores violonistas de sua geraçāo pela Soundboard Magazine e Guitar Magazine (EUA). Paulo Martelli trabalha também como solista de orquestras e grupos de câmara no Brasil e exterior. Para os músicos do Nordeste, será uma oportunidade incomum conhecer melhor o trabalho deste que é também um dos mais influentes professores do país e criador e diretor do revolucionário  Movimento Violão.

Marcus Tardelli e Josué Costa

No sábado, o grande virtuose piauiense Josué Costa fará show mesclando temas autorais do CD “Luando” e do DVD “Em Circuito”. Abraçando gêneros diversos, como baião e frevo, Josué impressiona pela precisão e agilidade na técnica e a rica musicalidade, sendo o mais famoso violonista do seu estado.  Ele é diretor musical e organizador do Festival de Violão de Teresina, Josué é professor de violão e apresentador de TV.

Entre os prêmios que disputou, destaque para Concurso “Violão sem Fronteiras” no Festival Assad 2015, em São João da Boa Vista-SP, do qual recebeu menção honrosa de melhor apresentação da noite, por meio do voto do público presente. No ano seguinte, Josué concorreu e ganhou bolsa no LIX Curso Universitário Internacional de Música Espanhola “Música en Compostela” – España, onde era o único representante brasileiro dentro da área de Guitarra (violão). O mesmo, durante sua estadia no curso recebeu a maior premiação do ano, o Prêmio Internacional “Andrés Segovia – José Miguel Ruíz Morales” de melhor guitarrista.

Outro momento especial do festival de Teresina é o recital de Marcus Tardelli, que nos últimos anos tem se apresentado bem mais nos Estados Unidos e Europa do que no Brasil.  O violonista fluminense apresentará temas do novo CD – a ser lançado em breve - formado por releituras bastante inovadores para obras de grandes compositores brasileiros, a exemplo de Tom Jobim, Hermeto Pascoal e Radamés Gnattali.  Mas também vai interpretar temas do primeiro álbum “Unha e Carne”, sobre a obra de Guinga.

Este recital representa uma oportunidade de se conferir porque Marcus Tardelli é considerado um melhores violonistas do mundo, com sua técnica revolucionária, reinventando o uso da mão esquerda, com o polegar e dos outros dedos em angulações impressionantes, a serviço de uma expressão artística mais profunda.

Semente, choro e bossa

No último dia do festival, no domingo (04/08) haverá a contagiante apresentação do carioca Zé Paulo Becker e do cearense Cainã Fernandes, pautado no repertório do disco Parceria, gravado pela dupla, com temas autorais, repleto de suingue, levadas e improvisos típicos do violão brasileiro.

Zé é dos mais completos profissionais do violão, autor de 12 CDs, dois DVDs e dois livros. É parceiro de letristas como Paulo Cesar Pinheiro e Aldir Blanc. Há 20 anos atua no Trio Madeira Brasil. Já se apresentou em mais de 20 países em sua carreira solo. Em 2018 lançou o DVD “Zé Paulo Becker - Violão, Amigos e Canções comemorando 30 anos de carreira. Já Cainã é prodígio. Arrebata públicos e colegas músicos desde criança, quando lançou o primeiro disco. Com o novo CD Corrente, ele se firma como dos maiores jovens representantes do violão popular no país.

Com sabor de show de encerramento de festival, o violonista Conrado Paulino apresenta seu mais recente CD “A Canção Brasileira”, que propõe um refinado jazz brasileiro, em recriações especais de Tom Jobim, Edu Lobo, Chico Buarque, Ivan Lins e Djavan, além de temas de sua autoria. Os ricos encadeamentos harmônicos e improvisações virtuosísticas dão o tom descontraído e intimista de Conrado, em arranjos originais. Na segunda parte do espetáculo, Conrado fará encontro inédito com músicos convidados de Teresina.

Coordenado por Ravi Cordeiro e com direção artística de Josué Costa, o Concurso e o Festival de Violão de Teresina são realizados pela Fundação de Apoio Cultural do Piauí (FUNDAPI), com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e do Governo do Estado do Piauí, com o Sistema de Incentivo Estadual à Cultura (SIEC). O projeto também tem patrocínio do Grupo Carvalho.

PROGRAMAÇÃO III FESTIVAL NACIONAL DE VIOLÃO DE TERESINA

01 DE AGOSTO - 19:30/ TEATRO 4 DE SETEMBRO

ORQUESTRA DE VIOLÕES DE TERESINA (PI)

MONICA SALMASO (SP)

GUINGA (RJ)

JEAN CHARNAUX (RJ)

02 DE AGOSTO - 19H / PALÁCIO DA MUSICA

WELLINGTON TORRES (PI)

ANDRÉ MARCILIO (MT)

PAULO MARTELLI (SP)

03 DE AGOSTO - 19H/ PALÁCIO DA MUSICA

JOSUÉ COSTA (PI)

MARCUS TARDELLI (RJ)

DIA 04 DE AGOSTO - 19H / PALÁCIO DA MUSICA

ZÉ PAULO BECKER (RJ)

CAINÃ CAVALCANTE (CE)

CONRADO PAULINO (SP)

Inscrições para  II Concurso de Violão de Teresina

Prazo: segunda-feira (10/06) até 26 de junho

Como se inscrever: pelo site www.violaobrasileiro.com.br