Voltar

Elodie Bouny analisa o desafio de compor para violão e orquestra em palestra no Sesc SP

Postado em Cursos, palestras e seminários em 03/07/2019

(Elodie Bouny - Crédito: Bel Junqueira)

Da redação

Quais os maiores desafios de compor para violão e orquestra? Como lidar com o timbre intimista do violão misturado à massa sonora de uma orquestra? Que caminhos devemos trilhar para alcançar esse equilíbrio? Essas e outras abordagens serão apresentadas pela violonista e compositora francesa Elodie Bouny na palestra que realizará no dia 16 de julho, terça-feira, às 19 horas, no Centro de Formação e Pesquisa (CPF) do Sesc em São Paulo (Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar, Bela Vista). Inscreva-se aqui.

Segundo Elodie, existem mais de 300 gravações de concertos para violão, além de inúmeros outros ainda inéditos. O primeiro concerto para violão solista e orquestra foi tocado em público em 1808, composto por Mauro Giuliani. Desde então, vários compositores se interessaram por essa formação, resultando em um repertório crescente. 

Mas a escrita do gênero apresenta problemas, principalmente no que diz respeito ao equilíbrio e mistura dos timbres. “Quero mostrar algumas as estratégias possíveis para valorizar o timbre do violão solista junto à orquestra, sugerir caminhos e soluções através de analise de peças”, afirma. Em maio passado, Elodie defendeu sua tese de doutorado sobre o tema na Escola de Música da UFRJ, e foi ovacionada com louvor. 

No encontro, a musicista vai falar também da iniciação para violonistas e não-violonistas na composição, considerando a necessidade de conhecimento avançado dos recursos possíveis do instrumento, analisando a questão da escrita e de como transcrever da melhor forma possível uma ideia musical. Algumas peças do repertório do violão também terão breve análise explicativa sobre soluções bem-sucedidas e originais.

Criatividade

No bloco destinado a bate papo e perguntas da plateia, Elodie vai falar sobre outros temas, a exemplo das ferramentas que unem técnica e criatividade no estudo da música. E também como ampliar personalidade artística a partir da escolha do repertório, analisar a relação entre popular e erudita, e contar sua experiência como diretora de gravação de discos.

Ela dará exemplos de como o violonista pode criar os próprios exercícios, adaptados à sua necessidade, o que resulta de uma reflexão sobre o estudo da técnica pura (mais frequente entre estudantes) versus o estudo da técnica criativa (que evita o toque mecânico e valoriza elementos como fraseado, dinâmica e qualidade do som).

Nascida em Caracas e criada em Paris, Elodie Bouny é violonista, arranjadora e compositora, atuando tanto em violão solo, quanto em duo com a flautista Andrea Ernest Dias e como integrante do Iroko Trio, junto com Carla Rincon (violino) e Marcelo Caldi (sanfona). Premiada em seis importantes concursos internacionais, ela vem se apresentando mundo afora, além de participar da banca de renomados concursos.

É idealizadora, diretora, produtora e jurada do Concurso Novas, ação que premia composições inéditas para violão em todo o território nacional. 

Mestra em Educação Musical e doutora em Processos Criativos pela UFRJ, Elodie foi iniciada pelo Conservatório de Boulogne-Billancourt, aperfeiçoou-se no Conservatório de Estrasburgo, na França, passando pelo Conservatório Nacional de Folclore de Buenos Aires, onde se aproximou da música latina.

O primeiro CD, Terra Adentro (2011), é dedicado ao repertório latino-americano e conta com a produção artística de Yamandu Costa – para quem assinou a dreração de gravação de vários discos premiados e já orquestrou diversas peças.

Como compositora, escreve para violão e para outras formações, como a peça “Meia Lágrima”, que ela compôs sobre poema de Conceição Evaristo e que teve estreia no Teatro Municipal, sob regência de Roberto Minczuk. É diretora de gravação de diversos CD’s, entre eles: Mafuá e Toccata à Amizade, ambos de Yamandu Costa, Calendário do (A)feto, de Carlos Walter, Suítes do Brasil, da Camerata de Violões, entre outros.

Serviço:
Palestra - Elodie Bouny: processos de composição, técnica e criatividade  
Data: terça-feira 16/07 
Hora: das 19h às 21h.
Inscrições: podem ser feitas no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.
Local: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar, Bela Vista - São Paulo.
Valores: 
R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira

(Elodie Bouny. Crédito: Bel Junqueira)

Tags: Elodie Bouny