Voltar

Conheça os selecionados do Concurso Novas 3

Postado em Concurso Novas em 18/03/2016

O Acervo Digital do Violão Brasileiro divulga nesta sexta-feira (18) os selecionados do Concurso Novas 3. Ao todo foram escolhidas 17 músicas para integrar o CD e o álbum de partituras do projeto, que serão produzidos em breve. Nesta terceira edição, os jurados também definiram as três composições mais pontuadas. Daniel Murray foi o mais votado, com a peça Canção e Dança, seguido de Tabajara Belo, com Estudos para Improvisação Multitextural e João Camarero, que é o terceiro candidato mais pontuado, com a peça Vento Brando

Confira a lista dos 17 compositores selecionados
 
1o  Daniel MurrayCanção e Dança
3o João CamareroVento Brando
 
Bosco de Oliveira - Batuque Elíptico
Carlos Chaves - Memórias de um Abreu
Daniel Ganc - Choro clandestino
Daniel Marques - Estudo Para 7 Cordas N.1
Diogo Vieira Valsinha
Jorge Bonfá - Choro 3
Juliano Camara - Largo das Forras
Gabriel Selvage - Pro Lúcio
Ian Faquini - Galo da Madrugada
Leo Eymard - Sem Saber Sabendo
Lucas TellesLindeza
Pedro Franco - Pra Depois do Carnaval
Rafael Milhomem - Ritoalma
Victor Ribeiro - A Ronda da Capivara
 
O júri é formado por Elodie Bouny, Marco Pereira, Fábio Zanon e Sérgio Assad. O concurso tem abrangência nacional e busca incentivar, valorizar e divulgar a produção de obras para violão solo, visando o enriquecimento do repertório para este instrumento, sem restrição de estilo ou gênero musical, ou grau de dificuldade. A iniciativa pretende reconhecer o mérito artístico dos candidatos e registrar profissionalmente as músicas selecionadas. 
 
De acordo com Elodie Bouny, que idealizou e dirige o projeto, esta terceira edição  superou todas as expectativas. “Recebemos mais do que o dobro de músicas inscritas na edição anterior e foi um grande desafio para nós, jurados, escolher as peças que vão entrar no CD. Ouvimos todas elas com carinho e atenção. Fico muito feliz com o resultado, que revela um alto nível da composição brasileira para violão. Parabéns a todos os concorrentes, pela dedicação à música e pelo talento”. 
 
Para Sergio Assad, o Novas é uma iniciativa maravilhosa por ser praticamente o único dedicado a composições para violão, trazendo à tona o que está acontecendo em produção musical no Brasil. “O único concurso de que me lembro ter ocorrido em termos de produção musical foi promovido pela Funarte, nos anos 1980, cujas obras gravei em LP. Aquele foi um caso isolado até ocorrer o Novas, que ajuda muita a quebrar o isolamento, a divulgar obras, estimular novos compositores, canalizando tudo num centro só. Assim temos uma visão mais geral, pois o Novas abrange todas as tendências e vertentes de música produzida para violão no Brasil”. 
 
Segundo Marco Pereira, da primeira edição até agora se percebe um aumento considerável na procura e interesse pelo concurso por parte dos novos compositores, o que atesta e consolida a validade desse tipo de competição. “Com mais obras apresentadas, a diversidade e a qualidade tendem sempre a crescer e é isso o que esperamos do Novas, um concurso altamente estimulante para os jovens compositores dedicados ao violão”.