Voltar

Três momentos do violão solista em Goiânia - Vinicius Hipólito

2019
Título: Três momentos do violão solista em Goiânia
Autor: Vinicius Mauricio Queiróz Hipólito da Silva
Orientador: Prof. Dr. Wolney Alfredo Arruda Unes
Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federa de Goiás, 2018.
 
Resumo: Em pesquisas preliminares notamos a existência de uma relevante tradição do violão solista na cidade de Goiânia ainda muito pouco discutida em trabalhos científicos. Desta forma, esta pesquisa apresenta uma narrativa histórica da trajetória desta prática em um recorte temporal que abrange o período final do séc. XIX até a atualidade. Todo este intervalo de tempo foi dividido em três momentos, definidos a partir das transformações mais agudas identificadas com relação ao violão solista nesta cidade. Foi eleito para cada um destes momentos um compositor representante, a saber, Odilon Kneipp Fleury Curado (1898-1980), Sebastião Martins de Oliveira (1911-1977) e Estércio Marquez Cunha (1941-), cujas obras foram analisadas na última etapa deste trabalho. A pesquisa foi dividida em quatro capítulos: I – O processo de consolidação do violão na música de concerto no Brasil, II – O violão solista na cidade de Goiânia, III – Apreciação e análise das obras e Considerações Finais. Como pano de fundo de nossa abordagem histórica fizemos uso de alguns dos conceitos de teóricos da História Cultural, como Bakhtin, Pesavento, Freire e Burke. A análise musical teve como arcabouçou teórico a abordagem de Nattiez.