Voltar

O ecletismo na obra para violão solo do compositor Ricardo Tacuchian, por Fabrício Ferreira

2017

Este artigo identifica as inclinações estéticas de Ricardo Tacuchian para violão solo, analisando duas peças que simbolizam o pluralismo do compositor, a superação de polaridades e superposição de técnicas e estilos. As peças são "Lúdica II", dedicada a Hans-Joachim Koellreutter, fase pós-moderna e "Evocando Manuel Bandeira", primeira peça da "Série Rio de Janeiro". Os dados estão fundamentados em uma análise preliminar das obras, são balizados em autores diversos: Amorim (2015), Almada (2006), Crespo (1983), Stone (1980), entre outros.

OBS: O texto foi produzido para o XXVII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música – Campinas - 2017