Linha do tempo

Aqui você encontra um panorama da história do violão no país, desde o tempo da colonização, passando pelo período do império, a Belle Epoque, os estilos da Era do Rádio, o Brasil moderno da bossa nova, o surgimento da MPB, o revigoramento do choro na década de 1970, a chegada do violão nas universidades brasileiras a partir dos anos 80, até o momento atual. O levantamento inédito é fruto da consulta dos mais antigos jornais e revistas e de entrevistas com familiares dos artistas.

1919

FEVEREIRO
Dia 24 – Nasce no Rio de Janeiro César Faria, integrante do grupo Época de Ouro (ao lado de Jacob do Bandolim e Dino Sete Cordas).

MARÇO
Dia 24 – Nasce em Santa Rita do Passa Quatro (São Paulo), o violonista, colecionador e pesquisador Ronoel Simões. Constituiria acervo particular de discos, fitas e partituras atualmente considerado o maior do mundo em termos de violão.

ABRIL
Dia 1º – Mello Moraes Filho morre no Rio de Janeiro.

Apresentações de Agustin Barrios
8 e 9 e 12 de janeiro – Teatro São Pedro, São Paulo.
10 de janeiro – Participação no concerto do violinista J. Lambert Ribeiro no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo.
16 a 22 de janeiro – Royal Teatro, São Paulo.
14, 15 e 16 de março – Pathé Palácio, São Paulo.
20 a 23 de março - Coliseu Campos Elíseos, São Paulo.
27, 28 e 30 de março - Cinema Central, São Paulo.
9 e 30 de abril – Conservatório Dramático e Musical, São Paulo, com acompanhamento do irmão, o poeta e jornalista Francisco M. Barrios.
9 de julho e 11 de setembro – Salão nobre da Associação dos Empregados no Comércio da cidade do Rio de Janeiro.
6 de novembro - Concerto fechado ao público no Palácio do Catete, com a presença do presidente Epitácio Pessoa, da primeira dama Maria da Conceição Manso Sayão e de altas autoridades da República.

Apresentações de Levino Albano da Conceição
5 de fevereiro e 20 de agosto – Teatro São Pedro, em Porto Alegre.

Apresentações de Josefina Robledo e Fernando Molina
4 de janeiro – Teatro Guayra, em Curitiba (Paraná).
16 de abril – Teatro Carlos Gomes, em Ribeirão Preto (São Paulo).
26 de maio e 11 de junho – Conservatório Dramático e Musical de São Paulo.
2 de setembro – Salão Nobre do Real Centro Português, em Santos (São Paulo).
2 de outubro – No Salão Nobre do Jornal do Commercio, no Rio, com a participação do poeta Catulo da Paixão Cearense.

Apresentação de do violista Américo Jacomino (Canhoto)
8 de janeiro – No Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, com participações de Marçal Fernandes, Francisco Nascimento Pinto e João Ferraz.