Linha do tempo

Aqui você encontra um panorama da história do violão no país, desde o tempo da colonização, passando pelo período do império, a Belle Epoque, os estilos da Era do Rádio, o Brasil moderno da bossa nova, o surgimento da MPB, o revigoramento do choro na década de 1970, a chegada do violão nas universidades brasileiras a partir dos anos 80, até o momento atual. O levantamento inédito é fruto da consulta dos mais antigos jornais e revistas e de entrevistas com familiares dos artistas.

1916

JANEIRO
Dia 20 - Realização de pequeno concerto de violão, conduzido por João Pernambuco, dentro das festividades comemorativas ao aniversário da cidade do Rio de Janeiro, no salão da S. B.M. Progresso, no bairro do Engenho de Dentro. O evento teve também abordagem histórica e literária, a cargo de João Moraes, Catulo da Paixão Cearense, Amaral Ornellas e Lauro Salles.
Nesse mesmo dia, João Pernambuco, Octávio Lessa, Luiz Pinto da Silva e José Alves de Lima se apresentaram no Passeio Público, no centro do Rio, apresentando músicas típicas em evento preparado pela Liga dos Aliados, em comemoração ao aniversário da cidade.

JULHO
Dia 2 - Nasce em São Paulo Antônio Rago, violonista que se destacaria por fazer notável renovação no regional e por suas belas composições.

MAIO
Dia 6 - Brant Horte e Ernani de Figueiredo fazem concerto no Rio, em benefício da Associação Brasileira de Imprensa. No programa Marcha Fúnebre (Chopin), Liège (marcha descritiva), Ao Luar (barcarola) e Bumba Meu Boi, todas de autoria de Brant Horta. Os solos de violão apresentados por Ernani de Figueiredo foram Impromptu (Fantasia de concerto), Zizinha (habanera), ambas de autoria dele, e Charme de La Nuit (noturno de J. Ferrer) e Chant d´Oisceiu (Zulfihu). Em duo, executaram Tannhauser (Richard Wagner), Fantasia Espanhola e Rêve Après la Danse, ambas de Louis Emma. No restante do programa, com dois números cada, se apresentaram o septimino de bandolins, a orquestra de bandolins, bandola, alaúde e violões (com a participação ilustre de Quincas Laranjeiras) e Céo da Câmara Paradeda Kemp, discípula de Brant Horta.

Dia 15 - Ocorre audição para a imprensa paulistana da Troupe, conjunto típico brasileiro integrado por João Pernambuco (direção, canto e violão), Juvenal Fontes (canto e cavaquinho), Luís Pinto da Silva (bandola), José Alves de Lima (bandolim), João Martins (bandolim) e Octávio Lessa (violão). O evento foi realizado no salão nobre do Correio Paulistano, na cidade de São Paulo. A primeira apresentação pública do grupo ocorreu três dias depois no Royal Teatro. Em seguida, fez três espetáculos no Teatro-Cassino Antartica. Empresariado por Henrique Bifano, também realizou apresentações em Campinas (28 de maio), Santos (15 de junho) e Ribeirão Preto (16 de junho). Despediram-se do público paulista em apresentação no Teatro São José, na cidade de São Paulo, em 29 de dezembro.

SETEMBRO
Dia 22 - Nasce em Guaratinguetá (São Paulo), o violonista e compositor Dilermando Reis, que se tornou um dos mais festejados músicos brasileiros. Ficou famoso principalmente pelo disco Abismo de Rosas, um dos mais vendidos da história do violão no Brasil. Foi autor de grandes sucessos como as valsas Se Ela Perguntar e Noite de Lua.

NOVEMBRO
Dia 12 - Parte em excursão pelo Rio Grande do Sul o recém-formado trio Viriato-Storni-Pernambuco. O grupo se apresentou em Porto Alegre, nos dias 25, 26 e 27, no Teatro São Pedro, e, no dia 29, seguiu para Pelotas, no interior do Estado, onde realiza várias apresentações.

Apresentações do violonista paraguaio Agustin Barrios
9 fevereiro – São João do Montenegro (Rio Grande do Sul).
12 de abril – Clube Caixeiral, Porto Alegre (Rio Grande do Sul).
1 e 9 de agosto - Salão nobre do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro.
19 de agosto e 9 de novembro - Salão Nobre da Associação dos Empregados no Commercio, no Rio.

Apresentações de Américo Jacomino
17 de janeiro – Salão Celso Garcia, na cidade de São Paulo.
8 de setembro – Salão Nobre do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo.
11 de setembro – Universal Cinema, São Paulo.

Apresentações de Levino Albano da Conceição
13 de dezembro – Audição para a imprensa gaúcha na redação do jornal Correio do Povo, em Porto Alegre.
23 de dezembro - Confeitaria Rocco, nessa mesma cidade.