Linha do tempo

Aqui você encontra um panorama da história do violão no país, desde o tempo da colonização, passando pelo período do império, a Belle Epoque, os estilos da Era do Rádio, o Brasil moderno da bossa nova, o surgimento da MPB, o revigoramento do choro na década de 1970, a chegada do violão nas universidades brasileiras a partir dos anos 80, até o momento atual. O levantamento inédito é fruto da consulta dos mais antigos jornais e revistas e de entrevistas com familiares dos artistas.

1912

Américo Jacomino inicia suas gravações, sendo o violonista que mais gravou nesse período, anos 1910 e 1920, até sua morte em 1928.

MARÇO
Dia 30: em concerto realizado na festa de inauguração do Grupo das Borboletas, no Rio, filiado ao Meyer Club, Ernani de Figueiredo executa ao violão Romance Sans Paroles, de autoria dele, com acompanhamento de João Jupyaçara na flauta, e Fantasia de Concerto.