Linha do tempo

Aqui você encontra um panorama da história do violão no país, desde o tempo da colonização, passando pelo período do império, a Belle Epoque, os estilos da Era do Rádio, o Brasil moderno da bossa nova, o surgimento da MPB, o revigoramento do choro na década de 1970, a chegada do violão nas universidades brasileiras a partir dos anos 80, até o momento atual. O levantamento inédito é fruto da consulta dos mais antigos jornais e revistas e de entrevistas com familiares dos artistas.

1903

ABRIL
Dia 29: Ernani de Figueiredo participa de concerto no Grêmio Campista, em Campos (Rio de Janeiro), interpretando Carnaval de Veneza eImpromptu Pathetique (de autoria dele).

JUNHO
Dia 15: a Orquestra de Bandolins de João dos Santos Couceiro faz mais um concerto beneficente no Cassino Fluminense. No naipe de violões estavam Irene Falcão, Maria Arminda Falcão, Irene Alves do Valle, Antonio Portela Lobo, Constantino Silvério, Carlos Cordeiro da Graça, José da Silva, Arlindo Guimarães, Manoel dos Santos Coelho e Nicolao Rosa Cavallier.