Linha do tempo

Aqui você encontra um panorama da história do violão no país, desde o tempo da colonização, passando pelo período do império, a Belle Epoque, os estilos da Era do Rádio, o Brasil moderno da bossa nova, o surgimento da MPB, o revigoramento do choro na década de 1970, a chegada do violão nas universidades brasileiras a partir dos anos 80, até o momento atual. O levantamento inédito é fruto da consulta dos mais antigos jornais e revistas e de entrevistas com familiares dos artistas.

1902

O grande acontecimento do ano é o início da comercialização de discos no Brasil: a Casa Edison, de Fred Figner, lança o primeiro catálogo de discos, e o lundu de Xisto Bahia Isto é Bom, cantado por Baiano (acompanhado de violão) é a primeira a ser comercializada.

MAIO
Dia 13: o maestro José Monteiro Diniz rege concerto no Clube Dramático de Vila Isabel, no bairro homônimo, no Rio de Janeiro. Participam do evento, entre outros, Joaquim Francisco dos Santos (Quincas Laranjeiras), que fez solos de violão, Carlos Cordeiro da Graça, Aurélio Machado, Albano de Almeida e Antônio Manuel Lopes.

JULHO
Dia 21: a Orquestra de Bandolins faz concerto beneficente no salão nobre do Cassino Fluminense. No naipe dos violões estavam Irene Falcão, Maria Alminda Falcão, Antônio Portella Lobo, Constantino Silvério, Carlos Cordeiro da Graça, José da Silva, Arlindo Guimarães, Joaquim Francisco dos Santos (Quincas Laranjeiras), Antônio Teixeira de Araújo, Nicolao Rosa Cavallier e Manoel dos Santos Coelho.

AGOSTO
Dia 10: o Grupo Santa Cecília organiza concerto no Clube Euterpe.  Na apresentação o destaque foi o professor Constantino Silvério, que, em solos de violão, executou No Me Olvides, habanera de Sagreras, e Tarantella Napolitana, de Louis Emma.

Dia 30: o mesmo clube promove concerto organizado pelo professor Constantino Silvério, que marca a estreia do Quarteto Mozart, formado pelo próprio e mais F. Catton, Serafim Teixeira e Manoel dos Santos Coelho.

SETEMBRO
Dia 17: nasce na Ilha Terceira (Açores) o violonista e professor Antônio Rebello. Avô dos irmãos Sérgio e Eduardo Abreu, foi um dos principais didatas e violonistas eruditos do Rio de Janeiro nas décadas de 1950 e 1960.

NOVEMBRO
Dia 28: nasce Armando Neves, o Armandinho, em Campinas, São Paulo.

DEZEMBRO
Dia 28: Manoel dos Santos Coelho promove concerto no Club Gymnastico Portuguez, no Rio, com as participações de Maria Amélia de Paiva e Constantino Silvério.

Data a ser determinada: nasce em Santa Barbara, Minas Gerais, Mozart Bicalho.