Festivais

Começa nesta quinta (22) o II Seminário de Violão de Ponte Nova, em Minas

A oficina do violonista e compositor Gilvan de Oliveira abre nesta quinta-feira (22) o 2º Seminário de Violão de Ponte Nova, no interior de Minas Gerais. Realizado pela Escola de Música Percepção Musical, o evento ocorre sempre às 19 horas na seda da escola (Rua Marechal Deodoro, 79, no bairro Palmeiras, em Ponte Nova). O elenco reúne também os violonistas Carlos Walter, Silvio Carlos e Elodie Bouny, com recitais no sábado (24).

Além da oficina, Gilvan faz show amanhã (23), acompanhado do parceiro e percussionista Serginho Silva. O repertório abrange temas autorias, como Samba do NenémSaudades do Led ZepRenascimentoAgente 00Silva e Astor (Homenagem a Astor Piazzolla).

Gilson também apresenta arranjos de clássicos do cancioneiro brasileiro e internacional, a exemplo de Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), O Trenzinho Caipira (Villa-Lobos), Eleanor Ribgy (Lennon/McCartney), Lamento Sertanejo (Dominguinhos/Gilberto Gil), Para Lennon e McCartney (Lô Borges/Márcio Borges e Fernando Brant), Berimbau (Baden Powell/Vinícius) e Arrastão (Edu Lobo/Vinícius).

A programação do sábado (24) começa com o recital solo de Carlos Walter, que lançará o CD Calendário do Afeto, composto de uma suíte de nove peças, que serão apresentada no show. As músicas Uh!... BerabaSinos e Afins e  Acrobata, que fazem parte a suíte, podem ser ouvidas na Discografia do Acervo, clicando aqui.

Em seguida, Carlos convida ao palco o violonista Silvio Carlos, herdeiro do estilo de Dino Sete Cordas e integrante do regional Flor de Abacate. O duo vai fazer um panorama da nossa história musical interpretando alguns cânones, como João Pernambuco (Brasileirinho e Interrogando),  Garoto (Jorge da Fusa), Tom Jobim (Garoto), Pixinguinha (Já Te Digo) e Tantos Anos Sem Ele, de Silvio Carlos.

   

No último show do festival, Elodie Bouny vai intercalar peças de sua autoria, como Abraços dos Sul, Duas Almas, Conversa das Flores e La Desconfiada, com os clássicos Gotas de Ouro (Ernesto Nazareth), em arranjo da própria Elodie, Mazurka Apassionata (Agustin Barrios) e Saudade (Radamés Gnattali), além das peças contemporâneas La Antuquera (Juan Falu), Adentro (Yamandu Costa / Guto Wirtti) e Remembrance (Sérgio Assad). No encerramento, Elodie chama novamente Carlos Walter e Silvio Carlos para formarem um trio e tocarem dois temas de Juarez Moreira: Valsa Para Maria e Baião Barroco.

De acordo como idealizador e produtor do seminário, o professor e violonista Wesley Costa Melo, o violão sempre esteve presente de forma muito caracterísitca em Ponte Nova, com ótimos violonistas, como o cantor João Bosco, que tem um dos estilos mais originais de violão na MPB. “A proposta do seminário é tentar resgatar e contar um pouco mais a história desse inistrumento. A escola Percepção Musical está completando 10 anos este ano. E vamos manter o seminário como um evento anual”, promete. 

VOLTAR
NIG

Tags