Voltar

Identidade e tradição na poética de Lenine - André Maranhão

2011

Instrumentistas: Lenine

Tags:

TÍTULO: "E eu tão singular, me vi Plural": Identidade e tradição na poética de Lenine
AUTOR: André Maranhão
ORIENTADOR: Paulo Marcodes Fereira Soares
Dissertação de mestrado em Sociologia
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Recife, 2011
 
RESUMO: Através de algumas canções inclusas na discografia de Lenine, analisar sociologicamente as categorias "identidade" e "tradição" e também problematizá-las sob um viés mais teórico.Utilizar a análise do discurso enquanto uma técnica basilar para a reflexão dessas categorias sociológicas, dando mais ênfase à intertextualidade enquanto item chave de uma leitura científica. Por intermédio de um material empírico (entrevistas, declarações em meios digitais e impressos) compreeender mais precisamente o desenvolvimento da poética de Lenine, assim como a sua vinculação a um capital artístico importante na Música Popular Brasileira.
 
Investigar de que maneira as parcerias de Lenine com outros atores sociais contribuem em seus trabalhos e qual a relevância delas para a solidificação de sua carreira. Articular o conceito de "cancionista", utilizando Lenine como estudo de caso e buscando em tal conceito, questões mais amplas para uma reflexão da sociologia da música. Interpretar a poética de Lenine sobre a articulação da forma e do conteúdo e identificar o uso de signos literários e sonoros diante de uma cultura globalizada. Finalmente, apontar no discurso de Lenine, fundamentalmente em sua constituição mais poética, itens socioculturais que remetam a um movimento de desterritorialização / reterritorialização.